Informações Gerais

  • Endereço
    Rua Três Reis Magos, 99 - Parque da Fonte
    83050-636 - São José dos Pinhais - PR
  • Email
    contato@acosnacional.ind.br
  • Atendimento
    Segunda a Sexta
    08:00 às 18:00
contato@acosnacional.ind.br
41 3534-2478

Corte a Plasma

Corte a Plasma

Corte a plasma é uma técnica de corte de chapas metálicas ou outros materiais, onde o corte ocorre através de um processo similar ao Soldagem por arco elétrico com gás de proteção.

O processo de corte plasma, tanto manual como mecanizado ganhou espaço considerável na indústria do corte de metais. Mesmo descontado o crescimento desta indústria, a participação do Corte a Plasma teve substancial ampliação devido a sua aplicação em substituição ao processo oxi-corte, em chapas grossas, e ao laser em chapas finas ou de metais não ferrosos.

O Corte a Plasma é um processo de fusão, comparado ao corte com chama que é um processo de combustão. Um jato de gás no plasma derrete e expulsa o material da parte cortada.

Durante o processo, um arco elétrico é formado entre o eletrodo e a peça de trabalho. O eletrodo é resfriado com um fluxo interno de água ou somente com o fluxo de gás passando pelo bocal na tocha. O gás de plasma é conduzido através do bocal. O arco e o gás de plasma são forçados a passar por um orifício muito estreito na ponta do bocal. O gás é aquecido e ionizado. O jato de plasma concentrado que se forma possui uma temperatura de até 30.000 °C além de possuir alta velocidade.

Quando o jato de plasma atinge a peça, o calor é transferido devido a recombinação (o gás é revertido ao seu estado normal). O material derrete e é expulso da parte cortada por um fluxo de gás.

Um fator limitante para o processo do plasma tem sido o seu alto custo. Hoje a tendência é que maquinários mais simples e baratos sejam utilizados, tornando o corte a plasma uma alternativa realista em relação aos demais métodos de corte.

A escolha dos gases para o Corte a Plasma é conseguida analisando fatores como qualidade desejada do corte, espessura do metal e o custo do gás.

Para o corte de chapas finas, geralmente é utilizado um único fluxo de gás para o plasma. Porém, para corte de chapas mais espessas, dois fluxos de gases são utilizados. O fluxo de gás único pode ser ar, nitrogênio, nitrogênio/hidrogênio, oxigênio ou argônio.

Os fluxos duplos de gases podem ser nitrogênio, nitrogênio/hidrogênio, oxigênio, argônio ou misturas argônio/hidrogênio.

41 3534-2478